22 de mar de 2011

Sra. Henderson Apresenta

Mrs. Henderson Presents. Reino Unido, 2005, 103 minutos. Dirigido por Stephen Frears.
Penso que essa seja uma das melhores atuação de Dame Judi Dench, que, pela primeira vez que vejo, está super-simpática, bem humorada e belíssima!

Eu sempre fico tenso quando vou ver uma performance de Judi Dench. Creio que ela seja uma atriz que tenha se dedicado demais a personagens antipáticas e eu sempre tenho a impressão de que a verei como a Rainha Elizabeth, de Shakespeare in Love, ou como a professora homossexual e obsessiva de Notes on a Scandal. Sempre que eu via a capa desse filme, que parecia tão suave e bonita, eu imaginava que tipo de personagem Dench interpretava. Para minha surpresa, foi o seu melhor desempenho num filme.

Laura Henderson vivia bem na companhia do marido até que ele morre e a deixa sozinha. Por diversão, ela acaba comprando um teatro antigo que havia em Londres e contrata um divulgador para gerir o local. Juntos, eles fazem do seu teatro um atrativo para o público londrino até que aos poucos as peças começam a ficar monótonas e Sra. Henderson decide inovar ainda mais: usar modelos nus nas peças. Para conseguir isso, a proprietária e o gerente fizeram uso de uma brecha na lei, que exigia que a nudez só seria permitida se, e somente se, “ninguém movesse um músculo”.

Fiquei realmente surpreso com o que o vi. O filme é divertido e é mesmo leve, mas isso não significa seja superficial ou que não tenha o que mostrar. Eu gostei de como o roteiro se desenvolve, mostrando cenas que nos permitem depreender certas situações que não ficam explícitas no início. Um bom exemplo de questionamento que nos fazemos: qual a relação entre as constantes visitas ao cemitério e a intensa vontade de Laura Henderson de satisfazer os jovens rapazes que iam pra guerra? O desenvolvimento de todos os personagens é bem satisfatório e mesmo os papéis secundários são bem tratados pelo roteiro. As interpretações também são muito boas. Judi Dench é mesmo uma grande atriz e eu pude perceber que ela é tão boa interpretando personagens antipáticas como interpretando senhoras gentis. Talvez o humor refinado do filme seja o seu maior triunfo, principalmente porque ele se torna um contraponto em relação ao cenário e ao momento históricos representados.

Acredito que o filme todo se resume à excelente interpretação da atriz principal, que com merecimento recebeu a sua quinta indicação ao Oscar. Como um todo, o filme é recomendável e merece ser visto, já que mostra o melhor desempenho de toda a carreira de Dench. Recomendo que o confiram sem pretensões e que se divirtam com o filme, porque ele realmente tem a finalidade de entreter o espectador.

2 opiniões:

Alan Raspante disse...

Eu já era doido para conferir... Agora então, tenho que correr para vê-lo logo!!

[]s

Matheus Pannebecker disse...

Foi com esse filme que eu fiquei fã da Judi Dench! Além de ser mais um acerto do Stephen Frears, até dame Judi poderia ter vencido o Oscar da Reese naquele ano!