30 de dez de 2009

"Leave all this to yesterday..."



Chegamos a mais um final de ano. Para alguns, 2009 foi um ano que passou extremamente rápido; para outros, como eu, o ano se arrastou. Independentemente das impressões pessoais, esse ano do qual nos despedimos deixou suas marcas em todos, de um modo geral. Como habitual, houve eventos positivos e negativos, muitos deles marcantes, outros tantos totalmente esquecíveis. Deixando de lado aspectos dissertativos, vou ser mais pessoal ao escrever esse texto.

O Blog Literatura e Cinema passou por bastantes mudanças durante o ano de 2009 e eu acredito que todas elas tenham sido positivas. Esse é o segundo ano em que eu e o Renan participamos da blogosfera, compartilhando com os leitores um pouco de nossas opiniões sobre filmes e livros, algumas séries de TV e outras coisas. Próximos a completar dois anos de existência com esse blog, nós não podemos estar mais felizes! Não quero me prolongar muito com agradecimentos, apreciações e sessões de culto às pessoas... vou logo ao que interessa. Mais ou menos no meio desse ano, nós conhecemos O Cara da Locadora, um blog também sobre filmes, adminstrado pelos competentes Nespoli e Miojo - que andaram sumidos por um tempo. Como nossa primeira grande interação foi com eles, devemos a eles os nossos mais sinceros (e permanentes) agradecimentos e o blog deles, pelo em relação a mim, é um dos preferidos. Mês passado, depois de um ano e oito meses de blog, eu e o Renan mudamos de plataforma e viemos para o blogger. A esse fato, damos credibilidade às sugestões do Cristiano, do blog Apimentário. Certamente estamos mais felizes aqui e acredito que os leitores - que não perdem os seus comentários caso haja erro - também se sentem melhores ao comentar aqui. Aproveitamos também para fazer um agradecimento a todos os blogs e donos de blogs que estão listados nos nossos favoritos: Otávio, Leonardo, João Bastos, Matheus, Ciro, Roberto, Alexandre, Bruno, Hugo, Ricardo, Thiago, Tobias, Diego, Marcelo C., Bruno P., Levi, Malu e Cíntia. Não podemos, nem por um instante, nos esquecer da Cleycianne, diva do Senhor, que nos faz rir com seus maravilhosos posts evangelizadores.

 Vou me voltar ao tópico principal desse blog: literatura e cinema. Esse ano foi bastante produtivo, muitos filmes estrearam nos cinemas e chegaram aos catálogos das locadoras. Como um presente, tivemos duas vezes Clint Eastwood: dirigindo o emocional A Troca e em dupla participação, como ator e diretor, no igualmente bom Gran Torino. Vimos a melhor interpretação de Mikey Rourke, em O Lutador. Brad Pitt encarnou um personagem um pouco mais denso em O Curioso Caso de Benjamin Button. Rimos de Sandra Bullock e Ryan Reynolds em A Proposta. Conferimos o estranho Anticristo, com toda a sua polêmica em torno das cenas fortes. Tivemos uma péssima surpresa com 2012. Fomos assistir ao risível segundo filme da série Crepúsculo, Lua Nova. Infelizmente, não pudemos conferir ainda alguns títulos bastante comentados, como 500 Dias com Ela; Se Beber, Não Case; Bastardos Inglórios; Atividade Paranormal; Os Amantes e o superelogiado Avatar. Vale comentar também sobre os muitos famosos internacionais que vieram visitar o Brasil. Tom Cruise veio promover seu filme assim como fizeram Kristen Stewart e Taylor Lautner. Brad Pitt veio passar uns dias em Bonito e conheceu um pouco do lugar onde pretende gravar o seu próximo filme. Vale ainda ressaltar que em 2009 a Academia nos surpreendeu: finalmente premiou Kate Winslet! E Meryl Streep bateu o seu próprio recorde de indicações! 

Nas livrarias, alguns sucessos de bons autores e outros tantos títulos se fazendo passar por sucessos desses autores. Podemos citar, por exemplo, os novos romances de Dan Brown e Stephen King, chamados, respectivamente, O Símbolo Perdido e Duma Key. Devemos nos lembrar também de que em 2009 chegou Eclipse e Amanhecer, penúltima e a última parte da série Crepúsculo e que vários outros livros de vampiros surgiram, provavelmente embarcando no sucesso das obras de Stephenie Meyer. Houve mais alguns lançamentos de livros cuja história envolve animais (se aproveitando da sensibilidade pós-Marley e Eu) e, aproveitando o gancho de alguns sucessos do ano passado, foram lançados livros como Encontre Deus na Cabana, que não deve trazer nada de original e que, como se não bastasse, está fazendo marketing usando história de outra pessoa. Houve também outros lançamentos, como a série infanto-juvenil iniciada pelo livro Túneis; Os Últimos Dias, segundo volume da série Vampiros de Nova York, também entrou na estante dos lançamentos. Falando em Vampiros e retomando Stephenie Meyer, foi lançado A Hospederia, que esperamos em breve resenhar aqui para vocês. Acredito que esse foi um ano interessante quanto aos livros, porque ainda melhor do que conhecer os títulos recente foi conhecer mais antigas de grande destaque, como O Morro dos Ventos Uivantes, 100 Anos de Solidão. Vale ressaltar ainda que esse foi um ano de experiências: eu li Veronika Decide Morrer e o Renan leu O Alquimista, ambos livros do mago Paulo Coelho.

O ano, porém, não foi apenas de alegrias. Inesperadamente, algumas celebridades morreram de maneira inesperada. Vamos citar alguns nomes e nos focar naquelas que faziam parte do cinema. Morreu aos 59 anos John Hughes, famoso produtor e diretor de Hollywood; um de seus filmes de maior destaque certamente é Curtindo a Vida Adoidado, e é dele também os roteiros dos filmes Esqueceram de Mim e Bethoven. Stephen Gately, mais famoso pela sua carreira como cantor, morreu aos 33 anos; atuou em O Senhor das Armas. Acredito que Farrah Fawcett e Michael Jackson (este não ligado diretamente ao cinema) dispensam apresentações. Ela, ex-Pantera, morreu devido a um câncer, aos 62 anos, e ele morreu de parada cardíaca, aos 50 anos. "Parada cardíaca" é uma mal perigoso: também nos tirou Britanny Murphy, atriz de 32 anos que faleceu subitamente. Dentre seus filmes de maior sucesso, destacam-se Grande Menina, Pequena Mulher e 8 Mile. As mortes de Jackson e Murphy foram muito surpreendentes - ele por causa da disposição física e ela por causa da pouca idade. Outro que se rendeu à morte foi Patrick Swayze, famosíssimo pelos filmes Ghost - Do Outro Lado da Vida, em que faz par romântico com Demi Moore e no qual há uma cena bastante lembrada por todos os cinéfilos, e no filme Dirty Dancing, no qual interpreta um dançarino que se apaixona por Baby, personagem de Jennifer Grey.
Pouco se falou, mas outros nomes importantes do cinema também faleceram. Talvez as mortes desses não tenha surpreendido tanto, afinal já eram bem idosos. O ator canadense Jason Wiseman morreu ao 91 anos e atuou ao lado de grandes personalidades, como Marlon Brando (em Viva Zapata!, de 1952) e Burt Lancaster (em The Unforgiven, de 1960). É possível que, por nome, vocês não se lembrem dele, mas certamente se lembrarão de um de seus personagens mais famosos: o satânico Dr. No, do primeiro filme do agente 007, que contava ainda com Sean Connery e Ursula Andress. Há 66 anos, uma moça de nome Jennifer Jones estreou no filme A Canção de Bernadete. A partir de então, fez bastante sucesso e conseguiu cinco nominações ao Oscar. Em 2009, ela também se foi, aos 90 anos. Segundo o Marcelo - a quem agradeço pela opinião -, "a moça que iniciou a carreira dando vida a uma santa surge, três anos depois, mais bela do que nunca, no controverso Duelo Ao Sol, de King Vidor, escrito e produzido, especialmente para ela, pelo então 'amante', David Selznick. Para os que admiravam o trabalho e a beleza da atriz, é essa a imagem que fica: da mestiça que encanta e enfeitiça os dois irmãos, vividos por Joseph Cotten e Gregory Peck, colocando-os em pé de guerra”. Não posso me esquecer de outros nomes: Roy Disney, filho do famoso Walt Disney, faleceu; Herbert Richers, nome que sempre ouvíamos quando íamos conferir um filme qualquer na TV. Leila Lopes também se foi e, embora não analisemos aqui os filmes em que ela recentemente passou a atuar, não podemos desconsiderá-la atriz - pelo menos obteve sucesso na teledramaturgia. Outra das novelas: Mara Manzan.

Assim, acredito que, de um modo geral, esse tenha sido um ano cheio de notícias e acontecimentos, sejam eles bons ou ruins. Aqui no Blog foi um ano positivo e eu e o Renan obviamente esperamos que 2010 seja tão bom quanto! Acredito ainda que seja válido fazer, pelo menos, mais um agradecimento: este, bastante sincero, vai ao Marcelo, do blog Diz que Fui Por Aí. Conversar sobre cinema no msn nunca foi tão divertido e ele parece simplesmente saber o que é preciso saber sobre a sétima arte, de forma que nenhuma conversa se repita e eu, pouco a pouco, aprenda ainda mais. E, como se isso não bastasse, ainda conheci outros blogueiros interessantes por intermédio dele e me juntei à equipe de um novo blog, sobre o qual falarei no post de abertura do novo ano.

Eu, que não queria me prolongar, escrevi demais! Acho que tudo o que precisava escrever está acima, desde pequenas informações até persistentes elogios.Eu e o Renan desejamos realmente que todos tenham um feliz ano novo e que todas as festas sejam bastante divertidas. Queremos também que 2010 seja favorável a todos - que haja fartura, dinheiro, diversão e, logicamente, bons filmes e livros (além de bons vinhos e boas músicas)! Que a Literatura e o Cinema, potenciais fatores de cultura, estejam sempre presentes.

Como todos têm direito a descanso, o blog entra num breve recesso e volta apenas no ano que vem, com muitos novos títulos para ser comentados, possivelmente algumas novas sessões e com muitos convidados especiais!
Até 2010, pessoal!

11 opiniões:

Marcelo A. disse...

Salve, salve, Luís!

Nossa, post com maior pinta de "Retrospectiva 2009"! Momentos marcantes do blog, agradecimentos, os grandes filmes e atuações do ano, os livros do momento... Ah, e claro, a parte triste: 2009 foi um ano mesmo pesado. Tanta gente partindo, alguns muito jovens, outros bem velhos, como a própria Jennifer Jones... Mas pra quem curte cinema, atores deviam ser eternos, né? Aliás, eles são... ;)

E sobre as palavras dirigidas à minha pessoa, eu só tenho a agradecer pelo carinho e falar que o prazer é todo meu. Fique sabendo que é exatamente o contrário: eu é que aprendo com você! Pra mim, nada mais natural ter visto tantos filmes, afinal, eu sou mais velho. O que me deixa realmente feliz é ver um cara tão novo quando você (eu sei o que você pensa dessas classificações etárias, hehehehe) se interessar pelo cinema de uma forma tão intensa, e querer ver algo além dos arrassa-quarteirões (hummm... como se faz o plural disso?!) que estamos acostumados. Enfim, é como falei aqui em cima: o prazer é todo meu!

Vida longa ao Literatura e Cinema!

Desculpe pelo mau jeito... é que fiquei realmente feliz!

Valeu, man! Tamos aí!

Abração!

Thiago Paulo disse...

Pois é, mais um ano se vai. Pra mim passou rápido demais, e mesmo com grandes perdas e momentos complicados, foi um bom ano! Espero que 2010 seja melhor ainda.

Também conheci muita gente, Marcelo foi um deles. Aliás, ele também me apresentou excelentes pessoas. Foi um prazer entrar em contato com você e com a Cíntia.Só podia ser culpa dele, né?...rs

Foi muito bom criar o novo blog e ter todos vocês como parceiros... Espero que nosso blog só mehore! Feliz ano novo pra você, pro Renan e pra todos os blogueiros que comentam por aqui.

Abraço!

Roberto F. A. Simões disse...

Um excelente 2010!

Só vos conheci assim mais para o final do ano, mas são um espaço que muito gosto de frequentar e com muita qualidade.

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

ana disse...

eu vim aqui desejar feliz ano novos pra voces dois
quero tambem desejar o mesmo pra alguns leitores daqui, como o Tobias e o bruno, que eu discordo deles as vezes, mas acho que tudo bem

teve mesmo muita morte, eu fiquei assustada... 2008 e 2009 me assustaram porque morreu Dercy gonçalves, Michael Jackson e até o clodovil! E voce nem comentou dele, rs
agora só falta a madonna e a Hebe!

vou continuar frequentando o blog ano que vem, comentando aqui e conversando com o pessoal
e logo vou fazer o meu tambem
vão fazer um post sobre as novidades no cinema de 2010? vou querer ver.

tenham bom 2010!

Joice disse...

Vim comentar excluivamente uma coisa.

Uma amiga me perguntou por que eu não achei chocante a morte do Michael Jackson, bom, eu respondi que era porque ele não fez parte da minha geração. Mas a Britney Murph?! choquei.
a unica coisa boa é que poderemos ve-la atuando eternamente. Ainda bem que existem filmes não é?

realmente esse tom 'despedida' de vocês deve ter afetado os animos. Bom fim de ano a todos (e espero que os posts continuem normalmente depois de amanha =P )

JULLY disse...

ai...que post mais chatinho e cansativo...mass vamo a ele q eh o que importa
2009 naum teve bons filmes com alguns que realmente valeram a pena neh?!!! ...mas eu acho que poderiam ter colocado o hobbit logo pra estreiar pq ja passou da vez neh? senti a falta de britney murphy..morreu cedo coitada...mas nem tava na hora mesmo...uma pena pq ela era uma atriz lindona e interessante neh!!? eu n conhecia o blog antigo..ri muito com a breguice do """"choro descontroladoh"""...kkkkkk....mais brega impossivel neh? voces ja viram um filme chamado a ponte de madyson? eh o melhor de clint estwood neh?? eu pelo menos acho q eh viu...e façam posts menores...abraço

O Cara da Locadora disse...

Rapaz, nem tenho muitas palavras bonitas a dizer... Claro que é uma honra pra gente fazer parte da história desse blog que hoje é sem dúvida um de nossos preferidos e com certeza lar do nosso leitor mais assíduo... É muito bom te ter como um amigo da blogosfera (que por vezes já ultrapassou a esfera 'blogal' pro mundo real em conversas pelo msn)... Espero que o Literatura e Cinema continue com a mesma qualidade de resenhas e nossa parceria seja eterna...

Abraços...

Cristiano Contreiras disse...

Muito obrigado por mencionar a mim por aqui!

Bom post de despedida do ano.

Quero desejar um novo ano repleto de amor, carinho, inspiração e felicidade pra vocês!

;)

Caio Coletti disse...

Muito legal ver uma espécie de retrospectiva assim, especial sobre cinema e literatura, meus dois assuntos preferidos. Gostei bastante do blog de vocês, é o tipo de blgo que gosto de ler.

De qualquer forma, realmente 2009 foi um ano em que muita coisa aconteceu. Você começou falando do Clint Eastwood, confesso que nunca morri de amores pelos filmes dele, mas "A Troca" me surpreendeu, de fato uma obra e tanto. "Gran Torino" nem tanto, achei pouco trabalhada a relação entre os personagens, parece que tudo o que o Clint queria era mostrar que ainda sabe ser o cara que mete medo em todo mundo. Como ator, 10 pra ele, como filme, um mero 5 pro "Gran Torino".

Depois você falou de "A Proposta" e dos filmes que ainda não vimos. Bom, sou fã de Sandra Bullock então sou suspeito para falar, mas ela teve um ano e tanto para a carreira dela. Até incluiria "The Blind Side" nessa lista de filmes a serem vistos no começo de 2010. Prova do ano fantástico dela é o primeiro lugar na lista das celebridades mais influentes da Entertainment Weekly e as duas indicações ao Globo de Ouro. Uma delas, aliás, por "A Proposta".

Meryl Streep indicada de novo... Não sei não se esse ano não é a vez de ela ganhar. Todas associações de críticos americanas estão dando o prêmio de melhor atriz para o desempenho dela em "Julie & Julia".

Literatura, estou lendo "O Símbolo Perdido" agora, Dan Brown pode não ser um grande escritor, mas é um daqueles que te mantem grudado na trama, remoendo os mistérios, mesmo quando você não está lendo. "A Hospedeira", preciso ler ainda, Stephenie Meyer é uma boa escritora apesar de tudo. E Paulo Coelho não é tão ruim quanto os críticos falam.

Mortes nesse ano no mundo do entretenimento de fato não faltaram. Brittany foi um choque total para mim, ela era super-nova e tal. O cinema perdeu um talento que podia render bastante ainda. Patrick Swayze foi menos surpreendente, porque já tinha saído notícias do câncer e tal, mas não por isso foi menos triste. a geração anos 90, principalmente, perdeu um ídolo.

De qualquer forma, desejo um feliz 2010 e acompanho seu blog! Abraço!

Bruno disse...

Feliz 2010
AEEEEEEEEEEEE

Mariana de Freitas disse...

nossa, como eu nunca estive no seu blog ? adoreeei !
feliz 2010!