17 de dez de 2009

O Alquimista


O Alquimista, por Paulo Coelho,, 1988, 247 páginas.
_____________________

Muitas pessoas falam mal de Paulo Coelho, já ouvi diversas criticas, o que sempre me motivou para não ler nada dele, mas estava sem nada pra ler e comecei a ler “O Alquimista”, e não foi algo que eu tenha me arrependido. Não é o melhor livro que eu li, aliás, nem é um estilo que eu goste muito, beira quase a auta-ajuda, mas o jeito que é escrito o salva de ser um livro chato.


Citei o genero Auto-Ajuda, por conter traços que me lembram muito, como aquel resumo básico: “Siga o que você quer e assim alcaçará o seu sucesso pessoal”. O Alquimista não é tão diferente, mas ao invés desse texto impessoal, tem-se um romance, onde Santiago, (O nome dele só é citado duas vezes no livro, me pergunto o porque disso) um pastor de ovelhas se encontra com uma cigana, onde vai para desvendar um sonho, depois com um velho que se diz rei, e assim por diante, onde cada um o ajuda a ir para o próximo passo para achar sua Lenda Pessoal, que seria mais ou menos o destino para nós, mas que muitas pessoas fogem da sua Lenda Pessoal por diversos motivos, onde o ultimo a ajuda-lo é um Alquimista, que é de extrema importancia para seu crescimento pessoal e para a sua busca por sua Lenda pessoal. Falando assim parece meio besta, mas com o passar das páginas, a leitura vai se tornando agradavel em muitos momentos. Há até romance no livro, entre Santiago e Fátima, uma mulher que vive em um Oásis, e acaba se tornando um dos motivos para ele querer voltar.

Há muitas frases marcantes no livro, mas escolhi duas, porque gostei mais, uma é “Quando você proucura sua lenda Pessoal, o universo conspira a favor” e a outra é “Tudo que acontece uma vez, pode nunca mais acontecer. Mas tudo que acontece duas vezes, acontecerá certamente uma terceira”. Elas me fizeram pensar bastante, principalmente a primeira, pois as vezes realmente temos a impressão de que as coisas conspiram a nosso favor. Gostei também daquela pequena volta no final, já que ele esteve tão perto do tesouro antes.

Recomendaria este livro sim, tanto para os que estão meio perdido na vida, já que esse livro pode ser uma forma de se encontrar, tanto para aqueles que proucuram apenas uma leitura decente.

Renan

12 opiniões:

K∂riиє* Smith. disse...

Muito legal voce falar sobre isso.
Eu adoro Paulo Coelho e ja' ate' dei um livro traduzido para o ingles para o meu namorado, alias, a primeira vez que escutei falar em Irlanda e cultura celta foi em um dos livros dele, e agora, ka' estou eu ! :)

Cristiano Contreiras disse...

Não tenho nada contra a Paulo Coelho, até por que existem SIM alguns livros dele com ótimo argumento e conteúdo, sem falar na mensagem que transmite - O Alquimista é um deles.

Auto-ajuda? não classifico ele como tal, na verdade esta classificação é muito equivocada, viu.

É um dos trabalhos mais inspirados dele, eu adorava olhar a capa original do livro, exibia um Narciso olhando o próprio reflexo na água...essa capa daí eu desconheço, achei meio sem nexo com a proposta do livro, como a maioria das novas capas e edições trocentas dos livros dele.

Lembrando: não é por que existe uma mensagem positiva, motivação e frases diretas que o livro consistirá no estilo 'auto-ajuda'. ;)

É um bom livro, sim!
Altamente poético e reflexivo!

Abraço

Didi - Conquistadores disse...

Eu não gosto do Paulo Coelho por tudo que ele já vez no passado em sua vida. Prefiro não entrar nos detalhes de minha opinião, mas a verdade é essa. Nunca li e nunca vou ler um livro dele. Irei comentar em outro post onde eu possa expressar melhor minha opinião.

Cão Pelado disse...

Já li esse livro...bom d+!
Recomendo! A parte da sorte de iniciante é incrível...

Passa lá e comenta tb:
http://caopelado.blogspot.com/

Guilherme Bayara disse...

Como dito acima, também não gosto de Paulo Coelho. Já tentei ler um de seus livros e não gostei.

Também irei comentar em outro post.

V disse...

Já li esse livro. O problema é que, como vc apontou, a parte boa não é muita (em quantidade), e, pensando bem, não é também muita, em originalidade. Dessas duas frases que vc citou, por exemplo, a primeira já tinha visto muito parecida, por Goethe (até com o mesmo "o universo conspira a favor"), e a outra, nem preciso dizer, já vi na TV e na boca de matrona. Nada impressionante.

De uma coisa eu gostei. A atmosfera do romance é, sim, convincente. E as imagens são, sim, muito bem sugeridas. Mas não tanto que me empurrem a uma releitura...

Abraço!

JASMINE TIGER disse...

bom dia!!! o q posso dizer sobre os livros de paulo Coelho??? q eu adoro eles ja li todos sou fã numero 1 dele
beijosssssss

Anônimo disse...

Não gosto de Paulo Coelho, ele não sabe escrever nem gramaticalmente correto, que dirá ter algum estilo literário... Respeito, ele vende... Mas não gosto.

rattleheadbrasil disse...

Este foi um dos melhores livros que eu li na vida, me deu um outro referencial para encarar as coisas da vida, e um dos ensinamentos que testei na vida real que, pelo menos comigo acontecem à risca é: QUANDO UMA COISA ACONTECE 1 VEZ PODE NUNCA MAIS ACONTECER, MAS QUANDO ACONTECER UMA 2ª VEZ, COM CERTEZA ACONTECERÁ UMA 3ª! Espero você no meu blog, o seu está de parabéns!

ABRAÇOS,

Luís / Renan disse...

KARINE: Pelo visto gosta bastante de Paulo Coelho. Realmente, já vi alguns livros dele que falam da cultura irlandesa mas, por enquanto, não me interessei em lê-los.

CRISTIANO: Acho que você gostou mais do livro que eu. Acho sim que é um bom livro mas não vale tanta exalatação. Citei o auto-ajuda poor conta do livro trazer sim alguns aspectos desse gênero como mensagens positivas, mas não disse que pertence a esse gênero.

DIDI: Respeito a sua opinião.

CÃO PELADO: É bom mesmo.

GUILHERME: Digo o mesmo: respeito a sua opinião. O livro que tentou ler foi qual?

V: Como você disse, o livro tem pontos positivos e negativos, mas acho que os positivos ganham por pouco e talvez por isso incentivem a leitura. Nunca tinha ouvido falar dessas frases, ma obrigado por citar.

JASMINE: Leu todos e é fã numero 1? Acho que é a primeira pessoa que vejo dizer isso.Geralemente ele recebe mais críticas que elogios.

ANÔNIMO: É, reamente ele vende e muito, mas realamente não achei ruim pelo que os outros falam.

RATTLEHEADBRASIL: Acho que eu nunca poderia dizer o mesmo do livro, mas respeito. Gostei bastante dessa frase também.

Renan

. disse...

Eu acho esse livro muito bom! Não julgaria Paulo Coelho por coisas que ele fez ou deixou de fazer. Ele esta no mercado com seus livros, não com loucuras da vida! Sem contar que eu acho ele MEGA digno *-*

Aracy disse...

Acho os livros de Paulo Coelho um grande apanhado de coisas q já foram escritas com uma roupagem agora tosca dada pelo próprio Paulo Coelho.As partes empolgantes são tão ínfimas e a destreza com a escrita é quase nula ,que muitas vezes ,quando há uma pequena parte q eu tenha lido sem achar ruim ,penso,por alguns instantes q alguém(que não o autor) tomou da mão dele e escreveu.Para q fossem salvas ao menos algumas linhas do livro.So´não afirmo categoricamente isso porque poderia me render um processo(se é q alguém podre de rico como ele perderia tempo processando uma pobretona como eu,rsrsrsrsr).
Aracy.