18 de nov de 2009

Os Contos de Beedle, O Bardo

The Tales of Beedle the Bard – J.K Rowling, 2008, 107 páginas, Contos.
__________________________________________________

J.K. Rowling parece não ter se desvencilhado do personagem que levou seu nome à ama: Harry Potter. Depois de criar uma das sagas de mais sucesso no mundo com seus 7 volumes, ela ainda fez mais dois livros ligados a série, livros que os personagens leriam no mundo de Hogwarts. Foram eles "Quadribol através dos tempo" e "Animais mágicos e onde habitam" e mais recentemente "Os Contos de Beedle, o Bardo" que é uma coletânea de contos que os bruxos leriam para que seus filhos dormissem, algo parecido com as nossas histórias infantis, como Chapeuzinho Vermelho e A Branca de Neve. Como fã, fico feliz por ter mais livros obre a série sendo lançados, e até a própria J.K já disse que pode ser que faça mais outros, mas nada confirmado, pois ela alega precisar de tempo. Ao mesmo tempo que fico feliz, acho realmente que ela deveria tentar lançar outros livros, pois até a Stephenie Meyer (que em termos de escrita acho inferior a J.K) já lançou livros diferentes.

Os Contos de Beedle, O Bardo ajudaram muito o trio principal, Harry, Rony e Hermione na última parte da saga, Harry Potter e as Relíquias da Morte, pois é dentro dessa pequena coletânea que está “O conto dos Três Irmãos", conto esse fundamental para o desfecho que a estória tem. Falando do livro em si, achei-o bem pequeno com um total de 107 páginas, com letras do tamanho do normal e sendo que a escrita não usa toda a folha, pois há adornos nessas. Levei mais ou menos umas duas horas para lê-lo, tempo relativamente pequeno, por isso, preguiça de ler um livro grande pela demora não é desculpa nesse caso.

No total são cinco contos. São eles: "O Bruxo e o Caldeirão saltitante", "A Fonte da Sorte, "O Coração peludo do Mago", "Babbitty, a Coelha, e seu Toco Gargalhante" e "O Conto dos Três Irmãos". Como disse acima, trata-se de contos infantis por isso, em todos os contos há uma certa lição de moral (assim com há nos contos dos "trouxas"). Por exemplo: No primeiro conto, o mago aprende a ajudar todas as pessoas que o procuram, pois se não o fizer, terá um caldeirão saltitante o seguindo. Os melhores contos do livro, na minha opinião, é o terceiro e o quinto pelo seu enredo um tanto macabro. Não citarei a história de todos os contos aqui, mas achei que J.K Rowling (como sempre) fez mais um bom trabalho, pois soube dosar uma quantidade de humor e até certa aventura nos contos, tornando-os agradáveis de serem lidos. Para aumentar o volume das páginas, no final de cada conto há uma observação do próprio Alvo Dumbledore, onde ele analisa conto por conta tirando conclusões sobre a mentalidade da época, sobre se alguns fatos dos contos seriam verdades ou não, e assim por diante.

No total, recomendo Os Contos de Beedle, O Bardo, pois além da idéia de reverter o lucro para uma instituição que ajuda crianças com problemas (e mesmo que elas sejam européias e não brasileiras), o livro se mostra agradável e bom para quem pensou que esse era apenas mais um livro para a autora enriquecer ainda mais.

Renan

12 opiniões:

Bruno disse...

Ah, eu achei interessante a idéia do livro, mas não foi algo que cheguei a ler, talvez pq nao tivesse nada que me chamasse a atenção!

Abraços!

Ricardo Martins disse...

Como amei ler os livros do Harry Potter principalmente os: A Ordem da Fênix e O Enigma do Princípe! Porém não quero ler o último As Relíquias da Morte, pois quero ver a história sendo contada no cinema, surpresa por surpresa, em suas duas partes.

Mas esse novo de J.K., já interessei pois como dito aqui, contém o conto "O Conto dos Três Irmãos", mesmo sem saber o que é de importante na fase final. Deve ser interessante ler, ainda mais, que posso terminá-lo em apenas 2hs, que bom! E ainda com observações de Alvo Dumbledore, ele "próprio"!

Ótima sugestão de contos!

ABRAÇO

Jean disse...

Poxa... Bem interessante! Atualmente estou lendo o último livro da série de Harry Potter, e pra quem já leu sabe que este livro é mencionado. Achei bacana a autora ter desenvolvido essas histórias, pois deu aos fãs um gostinho a mais desse mundo mágico. Aliás...Ótima resenha! Agora fiquei bem curioso para ler, apesar de que - como já dito - seja bem pequeno.

Um forte abraço!!

Anônimo disse...

Adorei a dica, no dias de hoje que até Bruna surfistinha é escritora, precisamos denótimas recomendações literárias, adorei, vou procurar e adicionar aos meus livros de cabeceira.

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.com.br
www.twitter.com/rubenscorreia

PEDRO disse...

nossa nada a ver o que o cara ai em cima disse
o livro nao tem nem 150 páginas e tem uns contos muito chatos e bobinhos, como vai virar livro de cabeceira?

entao, eu achei bem bobinho mesmo. Só serve por causa da história do livro Harry Potter pq complementa

eu queria sugerir uns classicos pra voces escreverem, como os livros do Noah gordon e o livro Amor é prosa, sexo é poesia, do Arnaldo jabor
teve um outro dele que eu tive que ler pra faculdade, achei que ia ser chato mas é bem legal, chama "Eu sei que vou te amar".

Espero ver esses livros comentandos aqui!

Carlos Augusto Matos disse...

Interessante o que vc postou... Muito mesmo, e sabe gostei da essência do seu blog, me cultivou a entrar aqui, e vai me cultivar a entrar sempre, pois vou virar seu seguidor...

Se tiver um tempo, entra no meu pois estou divulgando-o...

http://visaopoetica84.blogspot.com/

Paulo [ALT] disse...

Bommm... eu cresci com os livros do Harry Potter e embora não seja aquele fã maluco que sabe de cor toda a cronologia em seus detalhes como os trekkies, só de ouvir a musiquinha do filme e olhar pra minha estante e ver as lombadas dos livros já me sinto com saudade. Esse é um dos livros que guardo pra comprar em alguma vez que calhar. Não tenho ele exatamente na cabeça e ainda não o li. Alguns amigos já fizeram uma crítica positiva dele. Só não concordei com o que disse quanto a qualidade da escrita da Steph [pelo menos no original, aind anão li a tradução pra saber como ficou]. Acho que são tipo de qualidades diferentes. Cada um tem a sua. Mas o que importa é te ruma opinião não é? Assim que der, compro.

Gostei do blog de vcs, já li alguns posts anteriormente. Passando também pra agradecer ao luís pelos comentários no meu blog. Brigado. Virei seguidor de vcs e já os linkei la, blz?

abraços

A. Mariah disse...

Eu li toda a saga de Harry Potter, e quando cheguei na última página do último livro, coloquei todos numa sacola e doei. Eu adorei a narrativa, adorei os personagens, mas odiei o final.

Parabéns pelo Blog!
Ganhou uma seguidora.

Pamela disse...

A JK Rowling só escreve de hp porque foi a única coisa até hoje que ela conseguiu. Não é certo vc falar mal da Stephenie Meier, pq ela escreveu muitas outras coisas

Leonardo Marques disse...

Eu acho interessante a ideia de J.K. Rowling. Nos passa ainda mais a sensação de que o mundo dos bruxos seja um mundo real. Ainda acho que um dia ela ainda lança um livro intituladao "Hogwart, Uma História", ja que também foi muito mencianado durante toda a saga de Harry Potter, principalmente por Hermione.


Luis, to voltando com o Parada. Não foi exatamente apenas o vestibular, mas também o final de ano em si. Prometo que estarei mais presente novamente.

leandro disse...

Se pensarmos de maneira corporativista, J.K. Rowling é uma empreendedora, pois descobriu um jeito de fazer uma idéia dar certo e repetí-la várias vezes pra fazer sucesso e, óbvio, ganhar muito dinheiro. Já são inúmeras as histórias de Harry Potter. Quem sabe daqui a 10 anos, teremos um Harry Potter coroa, mais uma vez narrado por Rowling?rs

Luís / Renan disse...

BRUNO: Se você acompanha a série Harry Potter, dê uma olhada sim, mas não coloque esse livro como prioridade.

RICARDO: Também sou um grande fã da série, mas não entendi porque você não leu o ultimo episódio. Prefere ver a adaptação antes? Tenho certeza que esse livro será citado no filme.

JEAN: Os contos de Beedle, o Bardo é realmente muito importante para e estória mesmo. Gostando do último livro?

RUBENS: O livro da Bruna Surfistinha é ótimo. Huauauhuha. Leia sim, e quando terminar dê a sua opinião aqui.

PEDRO: É... também acho que um livro desse estilo não seja o tipo que vire “livro de cabeceira”. A estória é bobinha mesma, mas tenho que dizer que me entretive com a leitura. Dicas anotadas.

CARLOS: Tenho a impressão de que esse recado é Ctrl+V + Ctrl+V, por isso nem tenho o que te responder.

PAULO: Eu realmente acho que a escrita de Stephenie Meyer é inferior a J.K , mas em nenhum momento eu disse que S.M. escreve mal. Também não sou um fã daqueles que se matam pela série, mas ler esse livro vale a pena para complementação. Leia quando tiver tempo.

A MARIAH: Você doou todos os livros? Não teria coragem de fazer isso, embora o final seja broxante.

PAMELA: Não falei mal da S.M.. Até citei que ela escreveu outras coisas, mesmo achando a escrita dela inferior a J.K. Isso não é falar mal, é uma questão de opinião.

LEONARDO: Gostaria que ela lançasse “Hogwarts, uma história”, mas gostaria mais que ela lançasse outras coisas para provar que não é escritora de um livro só.

LEANDRO: Segundo entrevistas, ela cogitou a possibilidade de voltar a escrever HP daqui a um tempo. Enquanto isso, ela bem que poderia escrever outras coisas não?! Rs.

Renan