8 de fev de 2010

Fechamento do Mês - Novembro

Eu sei que nós estamos um pouco atrasados, mas vamos continuar liberando tão logo que pudermos as notas dos filmes analisados durante os meses aqui no blog. Aproveitamos agora para expor o quadro-geral e também o TOP com os filmes de novembro, mas antes quero falar um pouco sobre como foi avaliar os filmes.


Acredito que no mês de novembro nós tivemos uma variação interessante em relação à qualidade dos filmes. Muitos deles nos agradaram, a maioria se mostrou mediano e, infelizmente, houve filmes que ficassem abaixo do que nós esperávamos. Novembro foi o mês em que mais filmes chegaram às notas mais baixas, sendo que um deles chegou a receber nota inferior a 2,0 de um de nós dois. Alguns filmes foram vistos por causa das análises do Oscar 2009 que estávamos fazendo e outros filmes foram vistos pelo fato de que chamaram a atenção e achamos que seria legal vê-los. Ao todo, nós vimos 31 filmes durante novembro e desses apenas dois filmes são nacionais, ou seja, os filmes nacionais participam com a porcentagem de 6% na nossa lista - baixíssima a frequência, como vocês percebem. Infelizmente, nem todos os filmes puderam ser vistos por nós dois: alguns apenas o Renan viu e outros apenas eu vi. Na verdade, apenas um filme foi visto pelo Renan e não por mim: Lua Nova. Pode parecer incoerente, uma vez que nós dois já resenhamos esse filme aqui no blog, mas nessa lista estão inclusos filmes e notas vistos no mês de novembro. E é por isso que minha nota não está presente na tabela.


Vamos então ao que é mais interessante: o TOP com os melhores filmes vistos em novembro. Eu gostaria que vocês atentassem também para o quadro-geral de notas, onde vocês poderão ver as notas individuais que compuseram as médias, sendo que estas organizam o ranking do mês. Não somente os filmes bons merecem destaque, mas os ruins também merecem atenção: vejam as notas de certos filmes receberão e, se puderem, fujam deles - esse é um bom conselho. Sem mais prolongações, vamos ao que interessa.


10ª posição: Entre Quatro Paredes. Nota - 8,25
O filme tem uma linha narrativa interessante e possui um roteiro bastante produtivo, principal por trabalhar uma história assustadora real: com a morte de um filho, em quem pôr a culpa? Infelizmente, não é uma obra totalmente densa porque falha ao conceber uma conclusão mais aceitável, mas decerto é um grande filme que merece ser visto. Conta com uma belíssima interpretação dos atores centrais - Tom Wilkinson e Sissy Spacek - e da coadjuvante Marisa Tomei.

9ª posição: A Passagem. Nota - 8,25
A Passagem é um filme complicado. A princípio, parece superficial. Ao vê-lo pela segunda, pode-se compreender melhor e, ao vê-lo mais analiticamente, percebemos a imensa quantidade de metáforas e alusões compõem uma obra bastante eficiente naquilo que se propõe: mostrar os acontecimentos durante uma fase de transição. Na tabela, a nota está como sendo minha e do Renan, mas na verdade fomos eu e o Jean quem avaliamos o filme, já que ele participou conosco com uma resenha especial que pode ser conferida clicando aqui.

8ª posição: Quando Duas Mulheres Pecam. Nota - 8,30
 Persona, como é conhecido mundialmente, recebeu um título nacional que não faz jus à excelente história psicológica mostrada no filme. De maneira intensa, Persona reúne o primeiro encontro entre Ingmar Bergman e Liv Ullmann, que viria a se tornar sua musa nos próximos filmes. Liv e Bibi Andersson interpretam não duas mulheres, mas uma só: são corpo e alma, físico e espírito. A relação entre esses elementos - plano corpóreo e espiritual - mostram uma relação aterradora entre alguém consigo mesmo. Uma obra fantástica.

7ª posição: Gia. Nota - 8,30
Acredito que essa tenha sido a melhor interpretação dramática de Angelina Jolie. Como a top model Gia, a atriz interpretou com absurda intensidade uma vida marcada pelo sucesso e também pela destruição. E como se isso não fosse o suficiente, ainda nos presenteou com belíssimas cenas sensuais. Destaque também para Elizabeth Mitchell, a Juliet de LOST, que participa como a namorada de Gia. Devemos agradecer à Jéssica, que de tanto falar do filme fez com que acabássemos vendo - e vimos antes que ela.

6ª posição: Casa de Areia e Névoa. Nota - 8,40
Esse filme me encantou e me deixou com uma sensação estranha. Soube que havia gostado dele; ao mesmo tempo, não tinha certeza sobre o quanto gostei. Mas é fato que os atores estavam em interpretações muito boas e todos mereciam indicações ao Oscar. Como uma mulher expulsa da própria casa, Jennifer Connely emocionou ao bater de frente com o coronel durão vivido por Ben Kingsley. Shoreh Agdashloo acrescentou o drama que faltava e o filme termina pesado - e o espectador sente-se igual. Decerto, o filme atinge o seu objetivo.


5ª posição: Frost / Nixon. Nota - 8,75
O que acontece quando um repórter audacioso resolver entrevistar o então mais polêmico presidente, suspeito de envolvimento num grandioso caso de roubo? Surge um filme extremo como esse. As interpretações dos dois atores são fabulosas: um dá suporte ao outros; ambos constróem a história e dão vida a personagens complicados. Sheen e Langella saíram-se bem ao compor suas difíceis atuações e o resultado é um filme totalmente recomendável. Veja a resenha.

4ª posição: E Sua Mãe Também. Nota - 8,75
Dois adolescentes aventureiros e uma mulher envravada num casamento arruinado. A união desses três tipos fazem com que E Sua Mãe Também torne-se um road-movie muito interessante e  livre, com ótimas cenas de humor, ótimos debates e também cenas tórridas. O que há de mais destacável é a sintonia dos atores: Bernal, Lunas e Verdú são puro charme e eficiência. Ainda que alguns aleguem que esse seja um filme sobre sexo, eu afirmo que é um filme sobre as experiências que a vida proporciona. Clique aqui para ver a resenha.

3ª Posição: Má Educação. Nota - 8,85
Bernal foi um ator frequente na lista de novembro. E está em dois filmes que estão no nosso TOP. Aqui, ele mostra que tem charme não somente como homem - mas também como mulher. Esse filme de Almodóvar é vibrante, seja nas cores, nas atuações ou mesmo na direção. Tudo nele é eficiente e o roteiro possui aquilo de que gosto: certa ausência de linearidade, o que obriga o espectador a pensar a respeito do que está vendo. Uma aprazível descoberta, uma obra que vale a pena.

2ª posição: Wall-E. Nota - 8,90
Todos sabem que eu detesto animações. Usualmente me entretenho tanto vendo esses filmes computadorizados como me entretenho olhando para um pires com água. No entanto, essa obra me agradou. O roteiro é bem interessante e traz uma proposta muito legal, que é conscientizar a todos a respeito dos problemas ambientais. No entanto, o destaque fica para a magnífica fotografia, que mostra com eficácia a desolação do planeta. Clique para ver nossa opinião.

1ª posição: Notas Sobre um Escândalo. Nota - 9,25
Na minha opinião, esse filme trouxe o melhor momento de ambas as atrizes. Tanto Dench quanto Blanchett nos presenteiam com atuações monstruosamente brilhantes, apresentando contrapontos entre si, criando dois tipos totalmente opostos. Não é à toa que ambas receberam indicações ao Oscar! Essa obra apresenta não somente uma história, mas também uma análise psicológica que foca não apenas o sexo e o desejo oculto, mas também a paixão arrebatadora, a inveja, a obsessão. Espero jamais me deparar com alguém que seja como a personagem de Judi Dench. É pela sua intensidade, o seu carisma e sua potência que esse filme merece o prêmio lugar! Confiram também as resenhas sobre ele.

Agora que apresentamos o TOP, vamos fazer breves comentários a respeito dos filmes que vimos. Verdadeiras bombas foram infelizmente vistas por nós: Pulse, O Sacríficio do Mal, Terra Rasa. São três filmes nem sequer deveriam ser chamados de "filmes", de tão medíocres que são. Outros são grandiosos, porém decepcionantes: Passageiros conta com um bom elenxo e 2012 conta com grande efeitos. Não passam disso, porém. Vimos também dois filmes com a Keira Knightely e três com Gael Garcia Bernal, sendo esses os atores mais frequentes da nossa lista. As notas esse mês, em média, ficaram abaixo do mês de outubro. Novembro registrou média de 7,27 para todos os filmes vistos; outubro registrou 7,47, ficando à frente do mês de novembro. Abaixo vocês podem conferir os filmes analisados, as notas que eu dei e as notas que o Renan deu - e obviamente a nota final do filme, que é sua média.


Dêem as suas opiniões. Queremos saber se concordam conosco ou discordam de nós!

3 opiniões:

Jack, The Ripper disse...

Eu tenho o DVD de A Passagem. Ví apenas uma vez o filme, mas não tenho paciencia para ver mais uma. Não o considero uma obra de arte. Daria pro filme (em uma escala de 1 a 10) uma nota de 8 até 9(não sei ao certo).

Acho que em breve irei fazer uma crítica sobre o filme em meu Blog (que eu dedico ínteramente a filmes de suspense). Apesár de não achar que o filme é necessariamente suspense, mas sim um genêro alternativo de filmes.

Quanto a Wall-E, realmente adorei o filme. Adoro tudo quanto é animação da Pixar.

Já este Notas Sobre um Escândalo, não vi o filme. Acho que vou loca-lo na locadora, ou compra-lo.

Quanto aos outros filmes, não me interessei muito por eles. Mas talvez alugum dia de uma olhada.

30 e poucos anos. disse...

Minha nota máxima seria para wall-e

Jean disse...

Antes de mais nada quero dizer mais uma vez, que foi uma prazer participar do Literatura e Cinema e que fico muito feliz por "A Passagem" - filme no qual contou com minha participação - ter ficado no TOP.

Foi interessante a experiência de pela primeira vez, analisar um filme de uma forma mais abrangente. E como cada um observa, sente e extrai tudo que se vê em uma obra de maneiras diferentes, muitos podem não ter concordado com a pontuação ou até mesmo com as minhas palavras que exaltaram o mesmo. Porém ... eu consegui ver toda uma grandeza em "A Passagem".

Quanto aos outros filmes do TOP, tenho que dizer que seria um pecado se muitos não entrassem nesta lista. Pontuações coerentes para filmes que realmente merecem destaque.

Um forte abraço e espero poder sempre estar comentando e analisando junto com vocês, grandes obras do cinema.